EXPECTATIVAS DE RELACIONAMENTOS ENTRE HOMENS (HSH)* EM APLICAÇÕES GEOLOCALIZADAS.

EXPECTATIVAS DE RELACIONAMENTOS ENTRE HOMENS (HSH)[1] EM APLICAÇÕES GEOLOCALIZADAS.

Paulo Brazão[2]

Paulo Spínola[3]

Alfrancio Ferreira Dias[4]

Pedro Paulo Souza Rios[5]

Resumo:

 Este artigo tem como objetivos, analisar expectativas de relacionamentos entre homens que fazem sexo com homens e que utilizam as aplicações Grindr e Scruff como primeiro encontro, bem como compreender o papel desempenhado por essas aplicações geolocalizadas na construção de identidades, pessoal e sexual. Desenvolvemos um estudo exploratório. Foi aplicado um questionário a homens residentes em várias localidades da ilha da Madeira. Procedeu-se à categorização e análise qualitativa dos dados recolhidos de forma a analisar 1) o papel da tecnologia nas experiências relacionais; 2) os motivos que os levam ao uso destas aplicações; 3) o papel da escolaridade 4) as diferenças relacionais no campo da afetividade (relações duradouras ou passageiras) e da sexualidade; 5) as diferenças relacionais do contacto presencial / virtual; 6) a frequência do uso das aplicações; 7) as preferências relacionais (expressão de género, cor, idade).

Como resultado constatou-se uma complementaridade entre o campo virtual e o campo real na construção da identidade pessoal e sexual, mas diferenciadas nas expectativas relacionais e de autoapreciação. A escolaridade não constitui um factor determinante nas expectativas destes relacionamentos.

Palavras-chave: Aplicações geolocalizadas, Escolaridade, Expressões de género, Identidade, Sexualidades.


HUMAN RELATIONSHIP EXPECTATIONS (HSH) IN GEOLOCALIZED APPLICATIONS. 

Abstract:

 This article aims, to analyse relationship expectations among men who have sex with men and who use the apps Grindr and Scruff as a first date, as well as to understand the role played by these geolocalised apps in the construction of identities, personal and sexual. We developed an exploratory study. A questionnaire was applied to men living in several localities of Madeira Island. We proceeded to the categorization and qualitative analysis of the collected data in order to analyze 1) the role of technology in relational experiences; 2) the reasons that lead them to the use of these applications; 3) the role of schooling; 4) the relational differences in the field of affectivity (lasting or transient relationships) and sexuality; 5) the relational differences of face-to-face / virtual contact; 6) the frequency of application use; 7) relational preferences (gender expression, colour, age).

As a result it was found a complementarity between the virtual field and the real field in the construction of personal and sexual identity, but differentiated in relational expectations and self-appreciation. Schooling is not a determining factor in the expectations of these relationships.

Keywords:  Geolocalised applications, Schooling, Gender expressions, Identity, Sexualities.


[1] (HSH) homens que fazem sexo com homens


[2] Doutor no Centro de Investigação em Educação da Universidade da Madeira E-Mail: jbrazao@staff.uma.pt

[3] Coordenador da associação OPUS GAY, delegação da Madeira E-mail: pjaraujos@gmail.com

[4] Doutor na Universidade Federal de Sergipe E-Mail: diasalfrancio@hotmail.com

[5] Doutor na Universidade do Estado da Bahia E-mail: peudesouza@yahoo.com.br


DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS

LGBT+ Psychology 2022 - 3rd International Conference LGBT+ Psychology and Related Fields. ISPA. Lisbon, Jun 2022.   Topic Category Research: Sexuality and Sexual Behavior across the Lifespan



(Acesso exclusivo à equipa)

VIDEOCONFERÊNCIA ZOOM


SALA de Reunião ZOOM

ID da reunião: 578 954 5862

Senha: 


INFOGRAFIA

https://bra.in/8q5ZJK